Novo Enem: tudo o que você precisa saber sobre a prova

No dia 17 de março, o Ministro da Educação, Milton Ribeiro, e o secretário de Educação Básica do MEC, Mauro Rabelo, apresentaram os detalhes sobre o Novo Enem. A proposta é que o novo exame seja aplicado a partir de 2024 para os candidatos que já concluíram o Ensino Médio.

Se você é estudante e pretende ingressar em uma instituição de ensino superior, com certeza precisa ficar atento a todas as mudanças para se preparar melhor e conquistar a tão sonhada vaga na universidade.

A seguir, você confere todas as informações sobre o Novo Enem e tira todas as suas dúvidas sobre a prova.

Encontre bolsas de estudo para graduação

O que é o Novo Enem?

O Novo Enem é resultado de uma reestruturação no exame com base no Novo Ensino Médio, implantado neste ano pelo Ministério da Educação (MEC).

Desde 2021 foi constituído um Grupo de Trabalho composto por representantes da sociedade civil e de órgãos como o Conselho Nacional de Educação (CNE) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

De forma geral, a prova será constituída por duas etapas, nomeadas de dois instrumentos, segundo o MEC.

Encceja 2022: Edital, Inscrições e Provas

O primeiro instrumento vai abranger conteúdos de Formação Geral Básica (FGB) do Novo Ensino Médio de forma interdisciplinar e contextualizada, articulando as dimensões do trabalho, da ciência, da tecnologia e da cultura, aprofundando a compreensão de problemas complexos e a reflexão sobre suas soluções.

Já o segundo instrumento, deverá abordar os Itinerários Formativos do ensino médio e o aprofundamento das competências e habilidades da BNCC.

Quem pode participar do Novo Enem?

O critério de participação no Enem continua o mesmo: estudantes que concluíram o Ensino Médio ou treineiros, alunos que ainda não concluíram os estudos mas querem testar os seus conhecimentos e entender o funcionamento da prova.

Como será a prova do Novo Enem?

A prova será dividida em dois dias, com questões discursivas e objetivas. Veja como será o Novo Enem:

1ª etapa: os candidatos responderão questões de formação básica geral, seguindo os conteúdos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). De acordo com o órgão, essa etapa será composta por questões discursivas, incluindo a redação, e será responsável por 25% da nota final. Além disso, o MEC ressaltou que essa etapa deverá dar maior ênfase à Língua Portuguesa e à Matemática.

Em relação à Língua Inglesa, o MEC afirmou que as questões serão integradas com outras áreas do conhecimento. Então, em uma questão de História, o texto de apoio pode aparecer em inglês.

2ª etapa: os estudantes responderão questões de acordo com a área de conhecimento escolhida no ato da inscrição. Nessa etapa serão cobradas questões mais específicas aos candidatos.

A segunda etapa será dividida em quatro blocos, que correspondem a uma combinação de duas áreas de conhecimento.

De acordo com o MEC, cada bloco será composto por duas partes, sendo que uma representa o eixo de Investigação Científica, e outra que representa eixos de Processos Criativos, Mediação e Intervenção Sociocultural, Empreendedorismo, nomeados de Projetos e Processos de Intervenção Social.

Veja abaixo como serão os blocos das provas da segunda etapa do Novo Enem:

Veja abaixo como serão os blocos das provas da segunda etapa do Novo Enem

Duração da prova

O que se sabe até agora é que a prova será dividida em dois dias como já acontece. Porém ainda não foi informado quanto tempo os estudantes terão para resolver a prova em cada dia de aplicação.

Quantidade de questões

Ainda não foi definida a quantidade de questões. O que se sabe é que o Novo Enem será composto por questões objetivas, discursivas e uma redação.

De acordo com o MEC, é o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) que vai definir a estrutura da prova com base no banco de questões e no itinerário formativo do Novo Ensino Médio.

Como o Novo Enem será corrigido?

A proposta é que as questões do Enem sejam avaliadas de acordo com a Teoria de Resposta ao Item (TRI), como já acontece atualmente.

Nesse sistema de avaliação, a prova é dividida entre questões fáceis, médias e difíceis e quanto maior o coerência entre os acertos, maior a nota do candidato. Por isso, é possível que candidatos que acertaram o mesmo número de questões obtenham notas finais diferentes.

Conheça os parâmetros de avaliação da TRI:

  • o de discriminação, que diferencia os participantes que dominam e os que não dominam a habilidade exigida em determinada questão;
  • o de dificuldade, capaz de avaliar a complexidade da questão – quanto maior seu valor, mais difícil é o item e vice-versa – e é expresso na mesma escala de proficiência;
  • o de acerto casual, que significa a probabilidade de um participante acertar a questão sem dominar a habilidade exigida (famoso “chute”).

Onde usar a nota do Novo Enem?

O processo continua o mesmo. A nota do Novo Enem poderá ser utilizada para ingressar em uma instituição de ensino superior pelos programas do governo Sisu, Prouni e Fies e também diretamente com a universidade.

Segundo o MEC, os programas serão adaptados para se enquadrar ao Novo Enem. O órgão ressaltou ainda que o candidato que zerar a redação não poderá concorrer a uma vaga nos programas do governo.

Veja as opções disponíveis para ingressar no ensino superior:

  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu): o estudante concorre a vagas no ensino superior público, ou seja, universidades e institutos federais e estaduais;
  • Programa Universidade Para Todos (Prouni): oferece bolsas de estudo de 50% e 100% para quem deseja ingressar em instituições de ensino superior privado;
  • Fundo de Financiamento Estudantil (Fies): usando a nota do Enem é possível ingressar no ensino superior privado por meio do financiamento parcial ou integral das mensalidades;
  • Vestibular tradicional: universidades do Brasil e do exterior aceitam a nota do Enem no lugar do vestibular.

Apostila ENCCEJA 2022 – ENSINO MÉDIO

Plano de Estudos Enem de Boa

Estude para o Enem 2022 sem pagar nada! É só baixar o cronograma de estudo on-line e gratuito da Quero Bolsa, o Plano de Estudo Enem de Boa. Comece a estudar em abril com textos, vídeo-aulas e exercícios. Além disso, saiba quais são os conteúdos mais cobrados no exame e fique por dentro dos temas de atualidades que podem ser cobrados na redação do Enem 2022.

Para baixar o plano Enem de Boa de forma gratuita, é só clicar no botão abaixo e se inscrever informando alguns dados pessoais, como nome e e-mail. Os planos seguintes serão enviados para o e-mail cadastrado.

Bolsas de Estudo de até 75% – 100.000 Cursos

O Quero Bolsa tem Bolsas de Estudo com desconto de até 75% em mais de 1100 faculdades em todo o Brasil. Graduação, pós-graduação e técnico.

Quero Bolsa: Bolsas de Estudo de até 75% - 100.000 Cursos

Postagem Original
Autor: Camilla Freitas

Deixe seu Comentário